Zarattini dispara: “Alckmin é um mentiroso”



As declarações do pré-candidato à presidência da República, Geraldo Alckmin (PSDB), sobre ações de combate à corrupção, durante debate com presenciáveis na noite da última quinta-feira (9) promovido por rede de televisão, foram duramente criticadas pelo vice-líder do PT, deputado Carlos Zarattini (PT/SP). Segundo o parlamentar, o ex-governador de São Paulo é um “bom exemplo de político que ataca sem provas e tem memória seletiva”.

Durante o confronto com outros candidatos à presidência, Alckmin falou de corrupção sem citar nenhuma das inúmeras denúncias de irregularidades envolvendo seu nome e de aliados próximos, como Paulo Preto, durante gestão à frente do governo de São Paulo. Alckmin, por exemplo, foi apontado, nas investigações da Operação Lava Jato, como o “Santo” das planilhas de distribuição de dinheiro da Odebrecht. Além disso, a Caixa preta do Metrô começa a ser aberta com admissão pela Camargo Corrêa e Odebrecht ao Cade que formaram cartel para vencer obras públicas. Principais obras das empresas os lotes do RodoAnel e as linhas 2 e 5 do Metrô paulista ente 2004 a 2015. Essas são algumas das obras que estão sobre suspeita de fraude, de acordo com imprensa.

“Alckmin, candidato do Temer, revelou no debate que é um mentiroso. Não teve coragem de falar dos casos de corrupção em São Paulo. Esqueceu os escândalo do RodoAnel, Metrô, CPTM e o caso de corrupção da merenda escolar ele já esqueceu”, declarou Zarattini.