Zarattini defende COAF fora da justiça contra “abusos” de Moro



Crédito: Zeca Ribeiro

O deputado federal Carlos Zarattini (PT-SP) comemorou mudanças estruturais no governo Jair Bolsonaro. A comissão que analisa a Medida Provisória sobre a Reforma Administrativa tirou do Ministério da Justiça, comandado por Sérgio Moro, o conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), que agora passa a ficar sob a alçada da pasta da Economia, comandada por Paulo Guedes.

“Conseguimos importante vitória ao retirar o Coaf do ministério da Justiça e colocar no da Economia. Barrando assim os abusos do Moro. E também tiramos a Funai, demarcações de terra, do ministério da Agricultura devolvendo para Justiça”, disse o parlamentar no Twitter.

Outra mudança diz respeito à demarcação de terras indígenas. A Fundação Nacional do Índio (Funai) fica sob alçada do Ministério da Justiça. O presiente Jair Bolsonaro havia transferido o órgão para o Ministério dos Direitos Humanos, chefiado pro Damares Alves. A demarcação de terras sairá da Agricultura e ficará sob responsabilidade da Funai.

“Derrotas importantes do governo hj: 1a Retirada COAF do Ministério da Justiça colocando na Economia. 2a demarcação d terras indígenas volta ao Ministério da Justiça, sai da pasta da agricultura. Quero ver Bolsonaro ter voto p/ acabar com aposentadoria de milhares d brasileiros”, afirmou Zarattini.Ver imagem no Twitterh

Fonte: Brasil 247