Senado aprova adiamento das eleições. Zarattini apoia proposta.



Foto: Gustavo Bezerra

Para impedir aglomerações e preservar a saúde dos eleitores diante da circulação ainda crescente do vírus, o Senado Federal teve uma decisão favorável à votação do adiamento das eleições para o os dias 15 à 29 de novembro em virtude da pandemia de covid-19. Essa decisão altera todo calendário de convenções e das campanhas. Em vídeo veiculado nas redes sociais, o líder da Minoria no Congresso Nacional, deputado Carlos Zarattini (PT-SP), declarou apoiar a proposta aprovada.


“É importante neste momento garantir a saúde dos eleitores e também o processo democrático. Somos contra prorrogação de mandatos e entendemos como procedente o adiamento do processo. Assim, vamos garantir que todos, com mandato ou não, possam participar e organizar das eleições em condições iguais de disputa”.


Emenda Constitucional aprovada, praticamente por consenso, chega à Câmara dos Deputados ainda nessa semana com discordância entre os parlamentares. O conhecido Centrão, que se aliou ao governo Bolsonaro, está pressionando para que sejam mantidas as datas atuais de campanha e votação.


Para Zarattini, a decisão defendida pelo Centrão só favorece os prefeitos e vereadores que já estão no cargo, já que encurta o período de campanha eleitoral. “Foram muitos os que lutaram para que fosse adotado um protocolo que garantisse a democracia em nosso país. E, democracia não é só o ato de votar na eleição, mas também o processo de campanha eleitoral, onde são feitas a divulgação de ideias e propostas.”