“Partidos golpistas como PSDB e MDB são varridos do Congresso”, destaca Zarattini



Foto: Luiz Macedo – Câmara dos Deputados

Com o avanço da extrema direita, graças ao “efeito Bolsonaro”, partidos como PSDB e MDB foram praticamente varridos do Congresso. Segundo avaliação do deputado federal Carlos Zarattini (PT/SP), as siglas que apoiaram o impeachment da presidenta Dilma Rousseff e o pacote de retiradas de direitos do Temer receberam nas urnas o repúdio do povo brasileiro. “A população rejeitou nas urnas o governo do MDB e PSDB que afundaram o País, acabaram com direitos e colocaram o Brasil à venda”.

Segundo Zarattini, as urnas também revelaram o crescimento perigoso da extrema direita. “O enfretamento no Congresso em 2019 vai ser muito forte. Foram eleitos muitos representantes da direita radicalizada que está totalmente nessa onda extremista. Eles querem fazer com que todos os brasileiros percam direitos trabalhistas para assim beneficiar os grandes empresários”, ressaltou o deputado.

Ao comentar o resultado das urnas para a esquerda, Zarattini destacou a resistência e a luta do PT, que manteve a maior bancada da Câmara com 57 deputados. E partidos com o PSOL, PDT e PSB também aumentaram suas bancadas. “A esquerda saiu fortalecida na Câmara e sua ação atuação será essencial para barrar essa onda extremista e de perseguição contras as minorias”.

2º turno das eleições – Zarattini, segundo deputado mais bem votado do PT em São Paulo, com 137.909 votos, afirmou que o PT e as forças democráticas vão se unir no segundo turno para impedir a vitória do candidato da extrema direita. “Somente com o Haddad na Presidência os brasileiros terão seus direitos garantidos e vamos impedir que a extrema direita entregue as nossas riquezas para os estrangeiros, principalmente, o petróleo. Por isso, é preciso ocupar as ruas em defesa do Brasil e da democracia”.