Oposição protocola pedido de apreensão do passaporte diplomático de Weintraub



Gustavo Bezerra

Líderes da oposição ao governo de Jair Bolsonaro protocolaram nesta semana uma ação popular na Justiça Federal pedindo a apreensão pelo Itamaraty do passaporte diplomático do ex-ministro da Educação, Abraham Weintraub. A intenção é que o ex-ministro retorne ao Brasil e preste esclarecimentos sobre supostas irregularidades ocorridas na sua saída do Brasil para os Estados Unidos, logo após sua demissão.


Um dia após gravar vídeo comunicando sua saída do Ministério da Educação, Weintraub foi para Miami. Entretanto, o ex-ministro entrou nos Estados Unidos usando passaporte diplomático e governo Bolsonaro só publicou a demissão de quando ele já estava em solo americano. Após ser questionado sobre a publicação da exoneração, Bolsonaro voltou atrás da decisão e ajustou a demissão do ex-ministro para o dia anterior a sua viagem para Miami. Com essa alteração, a entrada nos EUA pode ser considerada ilegal.


O líder da Minoria no Congresso Nacional, deputado Carlos Zarattini (PT-SP), avalia como inconstitucional a validade do passaporte do ex-ministro e fraude na sua exoneração. “Ele já tinha sido demitido do cargo quando viajou para os Estados Unidos. Ou seja, usou o passaporte diplomático de forma ilegal, um desvio evidente de finalidade”.


Zarattini alertou que o governo federal tem realizado uma série de ações questionáveis, especialmente, durante a pandemia. “Bolsonaro, só atrapalha! Ele revogou a data da demissão de Weintraub para não se incriminar. É um governo totalmente despreparado e desonesto! Não podemos permitir essas manobras de Bolsonaro driblar a justiça. Essa fraude e suas motivações precisam ser investigadas”, defendeu Zarattini.

Assinam o documento os parlamentares:
Deputados:
André Peixoto Figueiredo Lima (PDT-CE);
Carlos Alberto Rolim Zarattini (PT-SP);
Enio José Verri (PT-PR);
Fernanda Melchiona e Silva (PSOL-RS);
Joênia Batista de Carvalho (REDE-RR);
José Nobre Guimarães (PT-CE);
Maria Perpétua De Almeida (PCdoB-AC);
Wolney Queiroz Maciel (PDT-PE).

Senadores:
Randolph Frederich Rodrigues Alves (REDE-PE);
Weverton Rocha Marques De Sousa(PDT-MA).

Leia o documento na íntegra: