Mais imposto: Bolsonaro quer retornar com a CMPF



O líder da Minoria no Congresso, deputado federal Carlos Zarattini (PT-SP), criticou em vídeo publicado nas redes sociais a decisão do governo Bolsonaro de retornar com a cobrança da CPMF. Conhecida como imposto do cheque, a CPMF era um imposto cobrado por transações por cartão, depósitos, saques e cheques foi extinta no governo Lula. Segundo a proposta, o imposto voltará a ser cobrado e dessa vez também sobre transações eletrônicas e com um novo nome E-tax.


Segundo Zarattini, o governo vai retomar com o imposto por pressão dos grandes empresários que querem acabar com a contribuição que os patrões pagam para funcionários na Previdência Social. “Para acabarem com essa contribuição patronal, os empresários querem que toda sociedade pague a CPMF para dessa forma garantir as aposentadorias. Nós somos contrários a essa proposta”.


No Brasil, o povo paga mais imposto do que o bilionário. Zarattini defende uma reforma tributária que não sobrecarregue a classe média e pobre, como ocorre hoje em dia. “Precisamos cobrar mais de quem tem muito, cobrar menos de quem tem pouco e não cobrar nada de quem não tem nada”’, finalizou Zarattini.

Confira na íntegra o vídeo sobre o tema:


📲 Fale com o Zarattini no WhatsApp 11 99515-1370
Clique aqui: 🗣 https://bit.ly/2CngOvV