Lula: “O povo brasileiro vai recuperar o País e a democracia”



Em entrevista à rádio Tiradentes do Amazonas nesta sexta-feira (28), Lula reafirmou sua crença de que o país vai superar a tragédia provocada por Bolsonaro e lembrou: “Não tem saída para o Brasil fora da política”.

“O povo brasileiro vai recuperar o Brasil.” Foi com essa previsão que Lula começou a entrevista que concedeu nesta sexta-feira (28) à rádio Tiradentes do Amazonas (ouça a íntegra da entrevista abaixo). A fala ocorreu após o ex-presidente ser indagado sobre um tuíte que postou na quinta-feira, no qual destacou uma frase que ouvia da mãe, dona Eurídice, nos momentos de dificuldade: “Hoje não tem, mas amanhã vai ter”.

“Amanhã, o povo brasileiro vai recuperar o Brasil para o povo brasileiro. Amanhã, o povo brasileiro vai recuperar a democracia para este país. Vai recuperar o orgulho de ser brasileiro. Vai recuperar a nossa soberania. Amanhã, o povo brasileiro vai recuperar a primazia que nós tivemos durante todos os meus governos do orgulho de ser brasileiro, da respeitabilidade que nós tínhamos no mundo inteiro”, explicou Lula ao jornalista Ronaldo Tiradentes.

Como tem feito nas entrevistas mais recentes, Lula não quis centrar a conversa nas eleições de 2022, embora reconheça que, se o PT e os partidos aliados assim desejarem, possa concorrer. Ele, porém, acredita que o Brasil precisa urgentemente sair da crise criada por Jair Bolsonaro. “O que temos de fazer agora, pelo amor de Deus, é garantir que todas as pessoas tomem vacina. É a única garantia que nós temos de que as coisas voltarão à normalidade. E é preciso garantir o auxílio emergencial de R$ 600 e crédito para a pequena e média empresa”, defendeu.

“É preciso garantir que as coisas funcionem e o governo tem instrumento para fazer isso. O povo precisa sobreviver. São quase 15 milhões de pessoas que estão desempregadas neste país, além de outros milhões que deixaram de procurar emprego. Está aumentando o número de pessoas que estão morando na rua. E a fome, com a qual tínhamos acabado em 2012″, acrescentou.

CPI da Covid

Na avaliação de Lula, a CPI da Covid tem feito um ótimo trabalho para mostrar como Bolsonaro e seus ministros são responsáveis por muitas das mortes durante a pandemia. “Eu acho que Bolsonaro e a turma que trabalhou na saúde com ele têm que ser responsabilizados por uma boa parte das mortes que aconteceram neste país. É por isso que eu o chamo de genocida. A falta de oxigênio em Manaus é uma parte da responsabilidade do governo federal, que não cuidou, não deu atenção necessária”, ressaltou, após notar que os integrantes e ex-membros do governo têm ido à CPI para mentir.

“A FALTA DE OXIGÊNIO EM MANAUS É RESPONSABILIDADE DO GOVERNO FEDERAL, QUE NÃO CUIDOU, NÃO DEU ATENÇÃO NECESSÁRIA” (LULA)

“Não é possível um general do Exército (Eduardo Pazuello), que deveria ter tido a grandeza de recusar ser ministro da Saúde, porque ele não entende nada de saúde, absolutamente nada… Ele aceitou o cargo, cumpriu apenas as ordens do Bolsonaro e foi lá para mentir na CPI“, disse.

Lula criticou o fato de Bolsonaro, cada vez mais acuado pelas investigações no Senado, ter ameaçado o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), com o fim da Zona Franca de Manaus. Durante live, na quinta-feira, o atual presidente disse: “Imagine Manaus sem a Zona Franca. Hein, senador Aziz?” Lula rechaçou: “A Zona Franca vai continuar porque a Zona Franca é o coração do desenvolvimento do estado do Amazonas. Não adianta o presidente ficar fazendo ameaça velada ao presidente da CPI, ao governador do estado. Ele tem que saber que a Zona Franca não foi criada para contemplar políticos. A Zona Franca foi criada para contemplar o estado do Amazonas e o povo do Amazonas, que deve ter direito de acesso ao trabalho e a dignidade que todo brasileiro deve ter”.

Bolsonaro, produto da mentira

Lula ressaltou que “não tem saída para o Brasil fora da política”. “Quem achar que fora da política vai consertar o Brasil vai quebrar a cara, como quebrou com Jânio Quadros, com Collor e está quebrando com o Bolsonaro. A saída é pela política e, por isso, é importante que a gente se junte para recuperar a democracia”, pregou.

Por isso, completou Lula, Bolsonaro é uma pessoa tão danosa par ao país. “Ele não é um cidadão normal. Ele é resultado de uma mentira, com a qual boa parte da imprensa contribuiu para negar a política. E toda vez que você nega a política, o que vem é pior.”



➡️ Quer ficar bem informado sobre o que acontece na política e ter mais informações do meu trabalho? 😃

💬 Acesse o link e faça parte da nossa rede de amigos. https://linktr.ee/zarattini

Matéria publicada no site Partido dos Trabalhadores e replicada neste canal.