Justiça do Reino Unido define motoristas do Uber como trabalhadores do app



A Suprema Corte no Reino Unido decidiu que os mais de 70 mil motoristas da empresa Uber no país devem ser classificados como trabalhadores do aplicativo. Isso significa que eles terão pela primeira vez direito a pagamento de férias e aposentadoria pela empresa.


A decisão é fruto da ação de 35 motoristas da Uber que contestaram sua situação de autônomos em 2016. O tribunal superior britânico confirmou que os motoristas da empresa têm uma relação de “subordinação e dependência” e deveriam ser classificados como trabalhadores. Entretanto, a mudança de classificação não se estende aos entregadores de comida de seu negócio Uber Eats, que seguem na modalidade autônoma.

Traduzido originalmente do inglês por Luiz Roberto M. Gonçalves e via Folha de S. Paulo



➡️ Quer ficar bem informado sobre o que acontece na política e ter mais informações do meu trabalho? 😃

💬 Acesse o link e faça parte da nossa rede de amigos. https://linktr.ee/zarattini



Foto: Logo da Uber em seu escritório em Bogotá, na Colômbia – Luisa Gonzalez – 11..mar.2020/Reuters/File Photo