Especialistas dizem que fala na ONU foi previsível por ser forte e ter carga religiosa



Abertura da Assembleia Geral da ONU. FOTO: reprodução TV

O presidente Jair Bolsonaro fez sua estreia como representante do Brasil na abertura da Assembleia Geral da ONU. Especialistas em Relações Internacionais afirmaram que o pronunciamento foi previsível por ser em tom forte e com alta carga religiosa. Oposição classificou a fala como agressiva e sem soluções para problemas ambientais. Aliados ao governo elogiaram Bolsonaro pelo que chamaram de discurso ‘corajoso, vibrante e patriótico’.

Fonte: CBN