CONTESTAÇÃO DO DISCURSO DO LÍDER DA MINORIA NA CASA SOBRE A GRAVIDADE DA CRISE NA PETROBRAS



Sr. Presidente, Srs. Deputados, Sras. Deputadas, gostaria aqui de contraditar a fala do Líder da Minoria, que mais uma vez vem a este plenário para desmoralizar a PETROBRAS pintando um quadro inexistente de uma empresa que é um absoluto sucesso no mundo.
A PETROBRAS é uma empresa que não só trouxe para o País as maiores reservas de petróleo dos últimos 20 anos, como desenvolveu tecnologia própria para conquistar isso. Hoje são mais de 2,5 milhões de barris de petróleo produzidos. Hoje são milhões de barris de petróleo refinados e uma ampla rede de distribuição de postos de gasolina.

Essa conquista, que é do povo brasileiro, é aquilo que a Minoria, a Oposição vem tentando destruir em nosso País. Com que objetivo? Com o objetivo claro de levar à privatização dessa empresa, como já tentaram durante o Governo Fernando Henrique. Já propuseram não só mudar o nome da empresa para PETROBRAS, mas principalmente venderam ações da PETROBRAS na Bolsa de Nova Iorque, com o argumento de que estavam capitalizando a empresa.

Pois bem, é por esse fato que hoje as autoridades americanas querem investigar a PETROBRAS, que supostos acionistas da Bolsa de Nova Iorque querem recuperar recursos que dizem ter perdido. Ora, perderam por quê? Se houve queda das ações da PETROBRAS, isso foi fruto único e exclusivo da especulação, porque não existe nenhum motivo real para que se afirme que diminuiu o valor dessa empresa. Ao contrário, ela aumenta dia a dia, ela produz cada vez mais petróleo. A cada dia há novas conquistas dos funcionários da PETROBRAS e do povo brasileiro. Mas o intuito da Oposição, que ela não revela claramente perante este Plenário e o povo brasileiro, é entregar a PETROBRAS.
Fomos contra essa CPI, mas vamos participar de seus trabalhos, porque, ao contrário do que acontece no Estado de São Paulo, onde governa o PSDB e se proibiu a investigação do escândalo da Austin e Siemens na compra de trens do metrô e da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos – CPTM, aqui não existe problema de se investigar.

Se existiu corrupção na PETROBRAS – e existiu, isto é claro -, esses funcionários que amealharam milhões de dólares têm que ser punidos. Mas, ao contrário, a mídia os protege, os eleva à condição de grandes homens e, possivelmente, assistiremos àqueles que desviaram milhões de dólares da PETROBRAS serem beneficiados com reduções de pena ou até mesmo com a liberdade.

O que o Líder da Minoria, do PSDB, não falou aqui foi que o ex-Presidente do seu partido, Sr. Sérgio Guerra, já falecido, foi acusado de receber 10 milhões de reais para a campanha do seu candidato exatamente para abafar uma CPI da PETROBRAS.

E o que nos inquieta, a nós do PT, é que, muitas vezes, aqui se criam CPIs não com o objetivo de investigar, não com o objetivo de aprofundar nas apurações, mas com o objetivo de promover certas negociações. Com isso nós não concordamos, isso nós não admitimos.
Nós queremos fazer – e vamos fazer – com que venha à luz tudo o que for possível do que já se investigou; queremos que seja revelada a delação completa, o que delatou o Sr. Paulo Roberto, o Sr. Alberto Youssef, o Sr. Barusco; queremos que se mostre completamente o que aconteceu na PETROBRAS, mas não apenas nos últimos anos dos Governos Lula e Dilma Rousseff, mas também nos Governos de Fernando Henrique Cardoso e, talvez, até antes.

O Sr. Barusco disse – isso foi divulgado pela imprensa – que ele começou a amealhar o seu patrimônio de forma ilegal, corrupta no Governo de Fernando Henrique Cardoso, quando foi nomeado gerente da PETROBRAS.

Essa é a verdade, e é isso que a Oposição não quer revelar, é isso que a Oposição não quer mostrar ao povo brasileiro, não quer mostrar toda a verdade. Nós vamos aprofundar as apurações e vamos mostrar a real situação da PETROBRAS para o povo brasileiro, mostrar o que nos orgulha, mostrar o que nós conquistamos.
Onde já se viu colocar o nome do Diretor Estrella nesse mar de lama? Ora, se foi exatamente o Sr. Estrella que descobriu o pré-sal, que, com a concordância do Presidente Lula, avançou na exploração de petróleo neste País e trouxe essa riqueza imensurável! Nós temos é que render homenagem ao Diretor Estrella. Esse, sim, tem que ser considerado um herói do povo brasileiro, porque teve a coragem de colocar recursos para que nós, hoje, tivéssemos esse patrimônio.

Nós não vamos aceitar calados que se tente destruir o patrimônio do povo brasileiro! Nós vamos enfrentar esse debate! Não temos medo da discussão, não temos medo da investigação, porque nós sabemos que o que foi feito nos 12 anos de Governo Lula e de Governo Dilma Rousseff foi exatamente para avançar!

Ora, vem dizer aqui o Líder da Minoria que houve destruição do sistema elétrico brasileiro. Destruição do sistema elétrico? A medida provisória que retirou vários encargos da conta de luz foi solicitada pela indústria. Aqui quem é membro da Comissão de Minas e Energia se lembra muito bem quando o Sr. Gerdau, representante do setor eletrointensivo, veio à Comissão de Minas e Energia solicitar a retirada dos encargos. E o Governo Dilma acolheu essa solicitação da importante indústria de aço e de alumínio no Brasil de diminuir os encargos e reduziu a conta de luz.
Se hoje nós estamos vendo aumentos na conta é exatamente porque estamos enfrentando uma seca no País e temos que acionar as usinas termoelétricas. Todos sabem que a usina termoelétrica tem um custo de produção do quilowatt muito mais caro do que o custo de produção da usina hidrelétrica.

Ora, não foi certo a Presidenta Dilma encerrar os contratos exatamente para reduzir o custo de produção? Era correto a ELETROBRAS continuar cobrando o valor do megawatt com, inclusive, a reconstituição do patrimônio do investimento, depois de tantos anos que a usina tinha sido construída? É isso que nós vamos defender. Vamos fazer um debate sobre o setor elétrico nesta Casa. Vamos aprofundar o debate, sim.
E quero falar do BNDES também. Acusam o BNDES de ter favorecido as empresas! Ora, não é exatamente a reivindicação do setor empresarial, que o BNDES reduza as taxas de juros? Exatamente! E isso foi feito porque nós trabalhamos para proteger a indústria brasileira e, principalmente, proteger o emprego de milhões de brasileiros, garantir que o trabalhador brasileiro tenha emprego.

Olhem aí as estatísticas: é a menor taxa de desemprego da nossa história! Isso é que tem que ser dito. Mas não se reconhece neste plenário essa verdade. Poucos disseram que agora o IBGE reviu o crescimento do ano passado. Dizia-se que era um crescimento pífio, mas o IBGE reviu as contas e praticamente dobrou a taxa de crescimento.

Ora, Sras. e Srs. Deputados, nós nesta Casa devemos respeito à verdade, devemos respeito ao que foi feito neste País, ao que é concreto! Vamos examinar, sim, vamos investigar. Nós, com muito orgulho, vamos defender o patrimônio do povo brasileiro, a nossa PETROBRAS!

Muito obrigado.